O Futuro das Energias Renováveis na UE

O Futuro das Energias Renováveis na UE

Image

Atualizando políticas e promovendo a inovação

O uso de energia renovável tem muitos benefícios potenciais, incluindo uma redução das emissões de gases com efeito de estufa, diversificação da energia e suprimentos e uma dependência reduzida nos mercados de combustíveis fósseis (em particular o óleo e gás). O crescimento de fontes de energia renovável também pode ter o potencial para estimular o emprego através da criação de empregos em novas tecnologias "verdes".

A energia renovável na UE cresceu fortemente nos últimos anos, atingindo um aumento da quantidade de energia proveniente de fontes renováveis de cerca de 8,5% em 2004 até 16,7% em 2015 (Eurostat, 2017). Em 2009, o Parlamento Europeu e o Conselho aprovaram o chamado RES Diretiva, alterada em 2013, e que estabeleceu uma participação obrigatória de 20% da UE no consumo de energia a partir de fontes de energia renováveis (RES) até 2020, com objetivos específicos para cada Estado-Membro. Além disso também exigiu que todos os membros do Estado utilizassem fontes limpas para obter 10% dos seus combustíveis de transporte a partir de fontes renováveis até 2020 e apresentou critérios para a sustentabilidade dos biocombustíveis.

Em 2015, o RES a Diretiva e a Diretiva relativa à qualidade dos combustíveis (FQD) foram revistas para reconhecer mitigar o impacto ambiental negativo que a produção de biocombustíveis pode ter em termos de alteração indireta do uso da terra e gases com efeito de estufa (GEE) relacionados emissões.

Estas revisões da Diretiva RES e do FQD foram reforçadas os critérios de sustentabilidade para os biocombustíveis e imploram mais rigorosos requisitos em termos de redução de emissões de GEE. Em 30 de novembro de 2016 a Comissão Europeia lançou o pacote Clean Energy, que incluiu uma reformulação da Diretiva RES, com o objetivo de atingir os objetivos e mudar o quadro da UE sobre o clima e a energia, em particular o objetivo vinculativo de 27% na participação da UE nas RES no consumo final de energia até 2030.

O último relatório de progresso sobre a implementação da diretiva RES (fevereiro de 2017) observa que a grande maioria dos países da UE está rastreando bem seus objetivos vinculativos para as energias renováveis.


Fonte: Portal Brasil Solar


O Setor de Geração Distribuída com Fontes Renováveis tem encontro marcado no CBGD 2018 & 3ª Expo GD!
_________________________________________________________________________________________________________________________________________


Patrocínio DIAMANTE
SICES Solar http://www.sicessolar.com.br/


Patrocínio OURO
PHB Eletrônica http://www.phb.com.br/

Patrocínio OURO
CANADIAN Solar https://www.canadiansolar.com/


Patrocínio PRATA
SUNGROW http://en.sungrowpower.com/


Patrocínio PRATA
JA Solar http://www.jasolar.com/


PATROCÍNIO BRONZE:
FRONIUS Brasil http://www.fronius.com/


Patrocínio MASTER
SEBRAE http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/


Patrocínio CULTURAL
RAKIA ENERGIA http://www.rakia.com.br/

Informações gerais:
Data: 24 e 25 de Outubro de 2018
Local: Nordeste - Brasil
Site: http://www.cbgd.com.br/
Site: http://www.expogd.com.br/


Promoção: ABGD - Associação Brasileira de Geração Distribuída

Co-organização: FIEC - Federação das indústrias do estado do Ceará e SindiEnergia/CE - Sindicato das Indústrias de Energia e de Serviços do Setor Elétrico do Estado do Ceará

Organização e Realização: Grupo FRG Mídias & Eventos
http://www.grupofrg.com.br/

Compartilhe esta noticia: